Follow by Email

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

O mundo da Internet

A intensa busca por informações é o tema da sociedade contemporânea.
O corre corre das pessoas, a agitação, os mass medias ativos e sempre numa corrida contra o tempo, faz com que haja aceleração das tecnologias capazes de solucionar a falta de "tempo" da sociedade dinâmica e veloz.
Para se manter informado, o ser humano busca através de vários meios, uma forma de estar no meio social. Isto é, meu caro leitor, o que mais o ser humano necessita, é fazer parte da sociedade. Ele luta pela inclusão digital e social.
Para facilitar a vida da sociedade tecnológica, a comunicação está passando por várias etapas de evolução.
Depois da criação da TV e do rádio, surge o mundo dos internautas.
A tecnologia invade o meio e a sociedade, esta, que se satisfaz ao ter a informação na mão, em tão pouco tempo.
Até que ponto os avanços são bons para uma sociedade que se aflige tanto com essa exclusão?





A internet está no nosso dia a dia para aproximar o emissor do receptor. Ligar mundos tão distintos e tão longínquos.
É o avanso das conexões entres os homens. Comunicação mais rápida pode ser considerada até mais barata comparada com uma revista , por exemplo, devido o valor atribuído a ela.
Internet!!!Um avanço!
É a evolução da comunicação instantânea, é a criação da interatividade. O receptor nunca ficou tão próximo do emissor.
Internet é a liberdade de expressão, de criação.  É  a resposta para a censura repressiva, LIBERDADE no pensamento, na criatividade, na argumentação.
Não façamos desta ferramenta tão eficaz em um monstro, uma máquina que pode transformar o indivíduo em um ser dependente, fragilizado e solitário no seu mundo virtual.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Uma Camiseta Ambiental

Na aula de Tecnologia em Comunicação, trabalhamos com a  ferramenta Corel DRAW5.
Elaboramos uma estampa para uma camiseta.
Na figura 1, a estampa já está pronta. A ferramenta utilizada é o" baldinho de tintas" opção Preenchimento de Padrão. Lá você encontra várias opções de estampas.




                                                                     FIGURA 1


Mas, como o objetivo da aula era produzir algo e não copiar, a figura 2 é minha obra de arte...hehehe de minha própria autoria.


                                                                       FIGURA 2




Desenhei cada "árvorezinha", cada bolinha!!!hauahuahauhauhauh
Usei como tema o Jornalismo Ambiental, pois é algo que me interessa muito, as reportagens bem elaboradas e aprofundadas,o tema sério e de importância mundial. Segue uma dica:


Acesse AQUI o blog do Jornalismo Científico, lá você encontra várias reportagens de acadêmicos de Jornalismo, com o tema central: Meio ambiente

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Compartilhar conhecimentos

Os povos pré-históricos utilizavam figuras para transmitirem informações. Até hoje são encontrados desenhos em cavernas: de animais, símbolos e pessoas que caracterizavam o modo de vida que levavam.




De acordo com Andrew W. Ellis, em seu livro “Leitura, Escrita e Dislexia”, os verdadeiros sistemas de escrita emergiam pela primeira vez, quando os símbolos de escrita foram usados para representar palavras da língua, ao invés de objetos ou conceitos.


A escrita se desenvolveu de forma independente em várias regiões do planeta, incluindo o Oriente Médio, a China, o vale do rio Indo (atual Paquistão), a América Central e a bacia oriental do mar Mediterrâneo.


Antes do desenvolvimento do alfabeto a comunicação entre os povos era através de desenhos que eram registrados em paredes de cavernas. Possivelmente, as escritas mais antigas são a escrita cuneiforme (imagens em formado de cone) e os hieróglifos (desenhos e símbolos). Ambos sistemas de escrita foram criados há cerca de 5500 anos, entre sumérios e egípcios. Os hieróglifos originaram-se no Antigo Egito e a escrita cuneiforme na Mesopotâmia, (atual Iraque).


A escrita fenícia é a primeira escrita essencialmente fonética. Procurava reproduzir sons em vez de coisas ou ideias. As sumerianas e egípcias eram compostas de sinais que reproduziam ideias e outros que reproduziam sons, de forma semelhante à japonesa (Kanji).

Todos os alfabetos modernos descendem da versão grega (a língua inglesa e a portuguesa vem do grego, através do alfabeto romano).


A escrita e a sua interpretação ficavam restritas as camadas sociais dominantes: aos sacerdotes e à nobreza. A alfabetização somente se difundiu lentamente entre camadas mais significativas das populações após a Idade Média.


Com a escrita, o ser humano criou uma forma de registrar suas idéias e de se comunicar.


O desenvolvimento da escrita tem grande importância para história e para a conservação de registros, pois possibilitou o armazenamento e a propagação de informações não só entre indivíduos (privilégio também da linguagem), mas também por gerações. É através desses registros que podemos se localizar na linha do tempo e compartilhar conhecimentos.

Quem sou eu

Minha foto
Sou uma sonhadora...ser uma Jornalista