Follow by Email

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Era para ser o primeiro post...hehehehe

Tecnologia avançada

O “bum”da tecnologia foi a chegada do século XXI. A evolução da raça humana propiciou a geração digital. Em tempo cronológico vimos os meios de comunicação se difundindo e modificando com os avanços da ciência e da tecnologia. De ruídos passamos para a fala, depois a escrita, chegando ao telégrafo, primeiro meio de comunicação que se apoderou da tecnologia para sua criação. Com o surgimento do rádio, em pouco tempo conhecemos a famosa televisão. A evolução foi tão rápida e como se fosse num passe de mágica chegamos até a comunicação em rede, a nossa popular internet.
O ser humano tem a grandiosa capacidade de propagar o conhecimento, e antes de uma década possibilitamos a conquista de territórios jamais descobertos. O mundo da tecnologia não para, a cada instante é criado um novo produto tecnológico. A robótica avança cada vez mais para liderar a tecnologia jamais sonhada pelos seres humanos na década de 50.
A dúvida que permanece é: até que ponto investir na tecnologia vai salvar o nosso planeta? Ou será que estamos no processo contrário?Será que viveremos no cenário do  filme de Steven Spilber: “AI - Inteligência Artificial”? Espero não chegar até lá, ainda prefiro correr na rua e me sujar ao invés de brincar no game: ruas e sujeiras digitais.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Mobilização na rede

Todos nós já sabemos que a internet é um meio de comunicação rápido, interativo e de fácil acesso para obtenção de informações. E é com este conceito que os grupos revolucionários, partidos, sindicatos, movimentos sociais descobriram as possibilidades que é a Internet oferece para difundir suas reivindicações. Utilizam esse meio para disseminação das idéias e ideologias que acreditam.
É comum receber um email pedindo para assinar digitalmente uma proposta contra alguma ação do governo, abaixo-assinados ou propostas para entrar uma nova Lei em vigor. O grupo Greenpeace, é um exemplo que usa várias estratégias que a Internet disponibiliza. Possui vários seguidores, um site próprio com notícias de ações ambientalistas, e abaixo-assinados contra o desmatamento ou contra o governo do Japão para proteger as baleias, entre tantas outras reivindicações.
São estratégias que essa nova mídia oferece às instituições de movimentos sociais e aos internautas que podem: interagir, criticar, sugerir ou apoiar nas decisões dos grupos manifestantes.
É no ciberespaço que os movimentos ganham mais força devido à amplitude que a informação pode chegar. Manifestos que podem mobilizar o mundo todo. Reivindicações que podem salvar um planeta.
Mas são os usuários que propagam esse conhecimento. São eles que acabam determinando os sentidos possíveis das mensagens transmitidas. São eles que repassam os emails com informações sobre algum manifesto, são eles que assinam os abaixo-assinados. Para que ocorra a disseminação das informações dos grupos “revolucionários”em geral, é necessário que haja uma empatia dos internautas com as reivindicações.
Informações na rede que se multiplicam, expandem e compartilham conhecimentos, criam novas idéias e dividem opiniões. Esse é o mundo do ciberuniverso, no qual, as instituições apostam no crescimento de suas ideologias.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O poder da Informação

A sociedade da Informação

“É uma revolução tecnológica baseada na informação como produto principal”.
Manuel Castels
A sociedade da Informação não tem um ponto inicial na história. Um período pode ser caracterizado por um grupo e para outro pode dizer que se vive em um período pré-histórico, isto é, enquanto uma família vive em um meio cercado de alta tecnologia: internet, TV a cabo, computadores e outros eletrônicos, uma segunda família no mesmo momento vive em plena miséria.
Tudo é informação.
A Sociedade da Informação é o período em que a humanidade passou a contar com esse elemento, informação, como fundamental em todas as etapas do processo produtivo” (SELIGMAN, 2008).

É fácil reconhecer essa característica em muitas atividades do cotidiano.O próprio comércio é um exemplo de sociedade da informação, no ambiente capitalista.
A Informação e conhecimento sempre foram fundamentais para a execução de qualquer tarefa. Necessita-se que ambas sejam compartilhadas para que ganhem maiores dimensões social, ética e política. Para que todos nós, cidadãos tenhamos os mesmos direitos, há uma necessidade de que haja compartilhamento de tudo que existe de informação e conhecimento.
Em relação à globalização, a informação é peça fundamental para que ocorresse a expansão da cultura entre os continentes.
Devido aos avanços tecnológicos, grupos se destacaram e criaram culturas hegemônicas que são copiadas pelo mundo inteiro. A moda do jeans, a Coca-Cola, os hábitos de consumo, as músicas e o cinema, são uma das grandes influências culturais que atingem a todos.
A influência da cultura faz com que surjam novas culturas. São informações que se compartilham para que haja criações de novos hábitos, ideias e maneiras de pensar.
Artes que são influenciadas por outras artes. Claro que existem hábitos que não devem ser copiados. Mas tudo que gera conhecimento útil deve ser propagado. A cultura brasileira deve investir mais em seu próprio país. O cinema já é um bom exemplo para mostrar que no Brasil há uma cultura própria.
SOM E SOM

Confira aqui uma trilha sonora editada no Audacity 1.3.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Texto Linear

Cultura ecologicamente correta

Sustentabilidade é a palavra-chave para compreensão de como as empresas estão desenvolvendo estratégias para preservação do meio ambiente. Usar os recursos naturais e, de alguma forma, devolvê-los ao planeta através de práticas ou técnicas desenvolvidas para este fim significa desenvolver um trabalho sustentável.
Em uma iniciativa da Bolsa de Valores de São Paulo, (Bovespa), em parcerias com a Fundação Getúlio Vargas, Instituto Ethos(1) e o Ministério do Meio Ambiente, foi criado em 2005 o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), com a proposta de oferecer aos investidores uma opção de carteira composta por ações de empresas que apresentam comprometimento com a responsabilidade social e a sustentabilidade(2) empresarial.
As empresas que se comprometessem com determinadas exigências entravam em uma listagem. Em novembro de 2008, o conselho do ISE recebeu carta de exclusão de empresas que não cumpriam com as determinadas exigências. Onze entidades, dentre elas o grupo Greenpeace-Brasil(3), assinaram o pedido da exclusão das empresas Petrobras, Aracruz, CCR Rodovias, Copel, Iochpe-Maxion e WEG. Na nova carteira, com vigor de dezembro de 2008 a novembro de 2009, a ISE aderiu o pedido de exclusão das empresas citadas.
Segundo matéria publicada no site Mercado Éticono mesmo período do pedido, o Movimento Nossa São Paulo(4) (movimento político, social e econômico) , declarou que a Petrobras(5) não estaria cumprindo a resolução 315/2002(6)do Conselho Nacional do Meio Ambiente – Conama(7), órgão legislador que orienta a fiscalização dos outros órgãos Executores tais como Ibama(8) (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), Secretarias do Meio ambiente do Município entre outras.
Tal resolução estava relacionada aos limites de emissões de enxofre no diesel. Em defesa, a Petrobras publicou uma nota esclarecendo que se comprometia de forma participativa de fornecer o diesel S-50 (com menor teor de enxofre) já a partir de janeiro de 2009.
Após um ano, o ISE não deu posicionamento se a Petrobrás será incluída na listagem de 2010. Na época, o Greenpeace publicou matéria no site(9) onde cita que a Petrobras foi obrigada a retirar dois anúncios publicitários do ar com ordens do Conar (Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária).
Em conversa por email, a coordenação de Comunicação, gestão de pessoas e de conhecimento da Petrobras informa que todas as atuações da empresa estão relacionadas com o meio ambiente. Atuar com rentabilidade sem, no entanto, deixar de cuidar do social e do ambiental: "Rentabilidade com responsabilidade socio-ambiental" é a missão e visão da Petrobras.
A Estatal possui uma área corporativa chamada de SMS - Segurança, Meio Ambiente e Saúde, de onde saíram as 15 diretrizes para atuação da política ambiental da companhia. O Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes) tem uma gerência geral voltada para energias renováveis e alguns programas de caráter ambiental (clima, biotecnologia, meio ambiente etc). A empresa investe, ainda, no Programa Petrobras Ambiental(10) por meio de editais públicos para seleção de projetos de meio ambiente. Uma banca externa seleciona os projetos que receberão investimentos da Petrobras.
Há um conflito muito grande das empresas de Sustentabilidade e Responsabilidade Social com as ONG’s que lutam pela preservação do meio ambiente. Hoje no Brasil são cadastradas no CNEA(11) (Cadastro Nacional das Entidades Ambientalistas) órgão do Conama, 563 ONG’s(12), espalhadas pelos 26 estados incluindo o Distrito Federal, todas preocupadas com o Meio Ambiente.
Dados mostram que o Brasil ocupa a 62° posição no ÍNDICE DE sUSTENTABILIDADE aMBIENTAL 2010. O país com melhor gestão no controle da poluição ambiental e nos recursos naturais, segundo ranking publicado em janeiro deste ano no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça.
O Brasil encontra-se em seu melhor momento com empresas focadas em preservação do meio ambiente, que buscam praticar culturas ecologicamente corretas.  

­

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

O mundo da Internet

A intensa busca por informações é o tema da sociedade contemporânea.
O corre corre das pessoas, a agitação, os mass medias ativos e sempre numa corrida contra o tempo, faz com que haja aceleração das tecnologias capazes de solucionar a falta de "tempo" da sociedade dinâmica e veloz.
Para se manter informado, o ser humano busca através de vários meios, uma forma de estar no meio social. Isto é, meu caro leitor, o que mais o ser humano necessita, é fazer parte da sociedade. Ele luta pela inclusão digital e social.
Para facilitar a vida da sociedade tecnológica, a comunicação está passando por várias etapas de evolução.
Depois da criação da TV e do rádio, surge o mundo dos internautas.
A tecnologia invade o meio e a sociedade, esta, que se satisfaz ao ter a informação na mão, em tão pouco tempo.
Até que ponto os avanços são bons para uma sociedade que se aflige tanto com essa exclusão?





A internet está no nosso dia a dia para aproximar o emissor do receptor. Ligar mundos tão distintos e tão longínquos.
É o avanso das conexões entres os homens. Comunicação mais rápida pode ser considerada até mais barata comparada com uma revista , por exemplo, devido o valor atribuído a ela.
Internet!!!Um avanço!
É a evolução da comunicação instantânea, é a criação da interatividade. O receptor nunca ficou tão próximo do emissor.
Internet é a liberdade de expressão, de criação.  É  a resposta para a censura repressiva, LIBERDADE no pensamento, na criatividade, na argumentação.
Não façamos desta ferramenta tão eficaz em um monstro, uma máquina que pode transformar o indivíduo em um ser dependente, fragilizado e solitário no seu mundo virtual.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Uma Camiseta Ambiental

Na aula de Tecnologia em Comunicação, trabalhamos com a  ferramenta Corel DRAW5.
Elaboramos uma estampa para uma camiseta.
Na figura 1, a estampa já está pronta. A ferramenta utilizada é o" baldinho de tintas" opção Preenchimento de Padrão. Lá você encontra várias opções de estampas.




                                                                     FIGURA 1


Mas, como o objetivo da aula era produzir algo e não copiar, a figura 2 é minha obra de arte...hehehe de minha própria autoria.


                                                                       FIGURA 2




Desenhei cada "árvorezinha", cada bolinha!!!hauahuahauhauhauh
Usei como tema o Jornalismo Ambiental, pois é algo que me interessa muito, as reportagens bem elaboradas e aprofundadas,o tema sério e de importância mundial. Segue uma dica:


Acesse AQUI o blog do Jornalismo Científico, lá você encontra várias reportagens de acadêmicos de Jornalismo, com o tema central: Meio ambiente

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Compartilhar conhecimentos

Os povos pré-históricos utilizavam figuras para transmitirem informações. Até hoje são encontrados desenhos em cavernas: de animais, símbolos e pessoas que caracterizavam o modo de vida que levavam.




De acordo com Andrew W. Ellis, em seu livro “Leitura, Escrita e Dislexia”, os verdadeiros sistemas de escrita emergiam pela primeira vez, quando os símbolos de escrita foram usados para representar palavras da língua, ao invés de objetos ou conceitos.


A escrita se desenvolveu de forma independente em várias regiões do planeta, incluindo o Oriente Médio, a China, o vale do rio Indo (atual Paquistão), a América Central e a bacia oriental do mar Mediterrâneo.


Antes do desenvolvimento do alfabeto a comunicação entre os povos era através de desenhos que eram registrados em paredes de cavernas. Possivelmente, as escritas mais antigas são a escrita cuneiforme (imagens em formado de cone) e os hieróglifos (desenhos e símbolos). Ambos sistemas de escrita foram criados há cerca de 5500 anos, entre sumérios e egípcios. Os hieróglifos originaram-se no Antigo Egito e a escrita cuneiforme na Mesopotâmia, (atual Iraque).


A escrita fenícia é a primeira escrita essencialmente fonética. Procurava reproduzir sons em vez de coisas ou ideias. As sumerianas e egípcias eram compostas de sinais que reproduziam ideias e outros que reproduziam sons, de forma semelhante à japonesa (Kanji).

Todos os alfabetos modernos descendem da versão grega (a língua inglesa e a portuguesa vem do grego, através do alfabeto romano).


A escrita e a sua interpretação ficavam restritas as camadas sociais dominantes: aos sacerdotes e à nobreza. A alfabetização somente se difundiu lentamente entre camadas mais significativas das populações após a Idade Média.


Com a escrita, o ser humano criou uma forma de registrar suas idéias e de se comunicar.


O desenvolvimento da escrita tem grande importância para história e para a conservação de registros, pois possibilitou o armazenamento e a propagação de informações não só entre indivíduos (privilégio também da linguagem), mas também por gerações. É através desses registros que podemos se localizar na linha do tempo e compartilhar conhecimentos.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

COMUNICANDO-SE

Quando o ser humano consegue transmitir através da fala ou da imagem o que está em sua mente, isso é chamado de oralidade.Através da linguagem auditiva e visual o ser humano consegue se comunicar.
Esse processo de comunicação passou por etapas. Utilizava-se gestos para que houvesse comunicação entre os seres humanos. Após o desenvolvimento da fala e da escrita este processo se tornou mais rápido. Com tanta informação transmitida, o que antes era necessário a fala, ou a linguagem auditiva é substituído pela comunicação visual. O ser humano faz associação de imagens quando escuta um barulho por exemplo. Se eu falar  ou escrever uma frase: " Um gato amarelo em cima do muro", a imagem do gato surge em minha mente, inclusive a do muro.



Deste modo, posso criar uma linha de raciocínio através de imagens que se interligam. Palavras ou linguagens auditivas que se tornam várias imagens ligadas entre si. Tudo depende do que cada um tem em sua memória. Vamos fazer um teste? Olhe essa imagem e faça ligações umas com as outras, tenha certeza que suas comparações não serão as mesmas do seu colega ao lado. Faça o teste...Comunique-se através das imagens...

Quem sou eu

Minha foto
Sou uma sonhadora...ser uma Jornalista